Archive

Archive for maio \31\UTC 2011

Quarta Oficina: Desigualdade Social

Na última quarta-feira (25/05) mais uma oficina foi realizada pelo Clube da Mafalda. Desta vez, discutindo o tema Desigualdades Sociais com as crianças.

Em um primeiro momento foi realizada uma gincana relacionada ao tema, onde as crianças simularam compras com determinada quantia de dinheiro. A gincana teve como objetivo possibilitar o trabalho em grupo e a gestão de suas economias. Cada grupo recebeu M$ 320,00 “Mafaldinhas”, cédulas fictícias da oficina.

Em seguida, foi exposto um vídeo do programa Chaves que traz em sua história um retrato da desigualdade social. O episódio trabalhado foi “Isso merece um prêmio”, onde ao avaliar e discutir com Quico e Chaves sobre os significados de seus desenhos, o professor Girafales acaba descobrindo as dificuldades que o órfão da vila passava, indignado com a situação ele começa um debate sobre a fome com Dona Florinda e seu filho.

 

Com essa situação, foi levantado um debate com a turma, sobre distribuição de alimentos na nossa sociedade, o confronto de padrões de vidas existentes no mundo e a importância de buscar mudar isso através da solidariedade com o próximo. Para aproximação do assunto com os alunos, foram utilizadas tirinhas da Mafalda, ora indignada com os preços absurdos de produtos na feira e ora espantada com a ignorância de sua amiga Susanita ao discriminar as pessoas de baixa renda.

Os monitores Leandro e Jéssica encenaram um musical com a temática, fazendo uso da música História de uma gata dos Saltimbancos que relata a mudança de vida de uma gata que deixou as regalias de seu alto padrão de vida para ser mais feliz com os gatos de rua.

A Atividade Lúdica buscou extrair das crianças o que elas pensavam sobre o assunto em tirinhas confeccionadas por elas, desde a pintura à colagem em sequência de alguns quadrinhos da nossa personagem argentina.

 

por Gilmar Correia  e Leandro Augusto

Desigualdade Social e a Percepção Infantil

No passado, o homem conviveu com vários conflitos sociais que na maioria das vezes tiveram suas projeções em guerras mundialmente conhecidas. Porém, um dos conflitos sociais modernos é a desigualdade social, que acontece com o enriquecimento vertical de uns e empobrecimento da maior parte do povo e é sobre esse assunto que o Clube da Mafalda vem essa semana trabalhar na sua oficina.

Em busca da igualdade entre as classes sociais, dos direitos iguais de todos determinados perante a lei, a Mafalda em suas tirinhas aborda esse tema com os debates de ideias entre seus amigos. Susanita, por exemplo, é a garota com maior status social, Mafalda não possui a mesma renda financeira que a amiga e assim é criado o cenário de conflito de modos de vida e de concepções de mundo. O que se percebe é que para o mundo infantil, no universo dessas crianças com quem nós do Clube da Mafalda trabalhamos, a desigualdade social existe concretamente, porém não é sentida e questionada pela falta desse senso crítico.

Desigualdade Social é uma conversa de adultos que acaba afetando as crianças, os filhos de famílias de alunos da Escola Estadual Machado de Assis e de outras inúmeras pelo mundo a fora. Por isso, a importância de semear uma vontade de mudança nessas mentes juvenis para que compreendam que essa luta entre riqueza e pobreza, diferença de modos de vida, má distribuição de alimentos entre a nação, pode e deve ser combatida por eles que são o futuro dessa nação.

Dentro desse tema vamos trabalhar com duas músicas que vão ser o gancho para o debate entre a turma que são: Pobre dos Ricos (da série Floribella) e História De Uma Gata (Os saltimbancos). Através da música, que é uma maneira rápida e lúdica de expor e aproximar o tema aos alunos, o debate será iniciado fazendo uma análise do contexto das letras e da realidade que eles percebem no cotidiano.

por Leandro Augusto

Balanço da terceira oficina do Clube da Mafalda

Na última quarta-feira (18/05), ocorreu mais uma oficina da segunda edição do Clube da Mafalda, desta vez tratando do tema “Publicidade e Propaganda”.

Rebecca fazendo o comercial para um case para CDs, no maior "estilo Polishop".

Para chamar a atenção das crianças para o tema, representou-se uma pequena propaganda, inspirada nos tão conhecidos comerciais da rede Polishop. Depois disso, contando agora com a ajuda de conteúdo multimídia, pudemos expor o tema à turma utilizando vídeos de comerciais que julgamos interessantes para eles, que acompanharam com interesse a apresentação. A partir desses vídeos, a diferença entre publicidade e propaganda pôde ser explicada com mais facilidade depois.

Alguns dos comerciais apresentados já eram bem conhecidos do público.

Após mais um debate, em que as crianças, divididas em grupos, expuseram o que tinham compreendido a respeito do tema, realizamos uma atividade lúdica, a fim de iniciar as produções da turma para o mini-gibi. A partir de um desenho da Mafalda tapando os olhos, pedimos aos alunos que escrevessem o que eles não gostavam de ver. As respostas foram as mais diversas possíveis.

De imoralidade e filmes de terror a pobreza e guerras, as crianças falaram daquilo que não gostam de ver.

Além de tudo, foi bom observar que nós estamos conseguindo ficar cada vez mais próximos deles. Esperamos que as próximas oficinas sejam melhores ainda. Lembre-se: continue nos acompanhando, e comente. Sugestões e críticas são sempre bem-vindas.

por Gabriel Oliveira

Categorias:Sem categoria

As crianças e a Publicidade

Há várias propagandas direcionadas ao público infantil.

No dia-a-dia, utilizamos expressões e gírias que descrevem uma fórmula, ou um segredo para o sucesso de nossos desafios. Uma delas, como ” a propaganda é a alma do negócio”, que nos dá a idéia de peça-chave para a consolidação de empreendimentos, e ressalta a importância de se fazer uma boa publicidade por parte do anunciante, para que se obtenha fins lucrativos.

E este é o tema da terceira oficina do Projeto Clube da Mafalda, que ocorrerá na próxima quarta feita (18/05), na Escola Machado de Assis, Bairro Educandos.

Juntamente com a Mafalda e seus amigos, discutiremos quanto ás propagandas e publicidades feitas para crianças nos principais meios de comunicação (televisão e internet), além da influência que as mesmas exercem sobre estas crianças, que passam mais tempo diante desses meios no decorrer dos últimos anos, esquecendo de outros fatores importantes para o seu desenvolvimento, como a prática de esportes, e até mesmo, a companhia da família e dos amigos.

Continue acompanhando nossas atividades!

Por Rebeca Lúcio.

Categorias:Sem categoria

Segunda oficina do Clube da Mafalda

Como dito no post anterior, aconteceu nessa quarta-feira (11/05) a segunda oficina do Clube da Mafalda.
Essa semana, contando com participação ainda maior dos alunos, pudemos mostrar através de encenações um pouco mais sobre o mundo da televisão, os seus aspectos bons e ruins e alguns dos programas exibidos.

Abrindo um espaço maior para debates, dividimos a sala em grupos para conversar sobre como se dá o contato deles com essa mídia: os programas que gostam e os que não gostam de assistir e o que fariam se pudessem escolher a programação. Buscando interagir com todos, fizemos ainda um pequeno ”talk show” com a professora, que falou sobre como equilibrar o tempo de assistir a televisão.

Demos continuidade também à integração das crianças com a turma da Mafalda, usando para isso o ”jogo da memória”, além de, ao final, pedir que desenhassem seu personagem preferido.

Foi uma tarde muito agradável, e o nosso contato com eles parece realmente estar evoluindo.
Continue acompanhando em breve os próximos relatos do nosso projeto.

Por Kamila Queiroz.

Segunda oficina terá como tema “Televisão e Jornalismo”

O Clube da Mafalda continua suas atividades amanhã (11/05), com a segunda oficina desta edição. O tema escolhido para ser discutido desta vez foi Televisão e Jornalismo, com o objetivo de proporcionar aos alunos uma nova visão desses veículos de comunicação.
Será que tudo que passa na televisão é bom? O que as próprias crianças pensam a respeito da programação a que assistem? A classificação indicativa dos programas é respeitada? Assistir televisão demais faz mal? Essas são algumas das questões que discutiremos com a turma, a partir de dinâmicas e representações. Tentaremos mostrar que a TV possui dois lados, e cabe a eles tentar discernir o lado bom do ruim.
Da mesma forma, será apresentado o papel do jornalista, e a questão do sensacionalismo e manipulação da notícia. Devemos acreditar em tudo o que o jornal nos diz? Será que as duas versões de uma história sempre são ouvidas?
Esses são alguns dos pontos que tentaremos abordar no próximo encontro, de maneira leve e divertida, como sempre, com a ajuda das histórias de Mafalda e companhia.

Continue nos acompanhando pelo blog e confira, em breve, o balanço da segunda oficina do Clube da Mafalda.

por Gabriel Oliveira

Categorias:Sem categoria

Primeira oficina da Segunda Edição

Nessa última quarta-feira (04/05), o Clube da Mafalda realizou a primeira oficina do projeto na Escola Estadual Machado de Assis, com os alunos do quarto ano. Muito animados, eles participaram de todas as atividades propostas.

Alunos da escola Machado de Assis com as suas respectivas pastas de atividades

Após a apresentação do projeto e a integração entre os petianos e os alunos, iniciou-se uma palestra sobre os Meios de Comunicação e o seus problemas, e para isso utilizou-se dinâmicas para conseguir a atenção das crianças, dentre elas a brincadeira do “telefone sem fio” e a simulação de programas de TVs, como jornais e novelas.

As crianças num círculo para brincar de telefone sem fio com o petiano Leandro

Leandro, Jéssica e Débora simulando uma novela para entreter os alunos

Ao fim da palestra e do rápido debate sobre o assunto, os alunos receberam uma cruzadinha, para que pudessem identificar os meios de comunicação abordados. Depois as crianças foram introduzidas ao mundo da Mafalda, com a apresentação de todos os personagens e o manuseamento do livro de tirinhas. Para finalizar, a sala foi dividida em grupos para a atividade de pintura de “Mafalda e seus amigos”.

Essa foi a primeira oficina desta edição. Para próxima semana, o tema discutido será “Jornalismo e Televisão”. Continuem a acompanhar esta jornada.

Alunos com sua pintura na televisão fictícia

Por Jéssica Amorim